Astigmatismo alto tem cura?

Compartilhar

 

 

O astigmatismo é uma doença que afeta a visão, ocorrendo devido irregularidades na córnea, fazendo com que o paciente visualize a imagem com vários focos, tendo a sensação de distorção da imagem ou da imagem borrada e estremecida.

Numa córnea normal, redonda e lisa, a visão é completamente clara e distinta, mas pacientes que sofrem de astigmatismo possuem a córnea com formato ovalado, como se fosse uma bola de futebol americano. Assim, a imagem não se forma corretamente, tornando-se distorcida, seja quando a pessoa está vendo de perto ou de longe.

O astigmatismo alto tem cura através da cirurgia refrativa que pode ser feita quando o paciente atinge 21 anos, ou seja, quando seu grau de astigmatismo não irá mais se desenvolver, e pode fazer com que ele deixe de usar óculos ou lentes de contato, enxergando tudo claramente.

 

A imagem é desfocada devido a diferenças na curvatura da córnea.

Sintomas do astigmatismo

Os sintomas mais comuns em casos de astigmatismo são:

  • Visão das bordas de objetos desfocadas;
  • Confusão entre letras, como H, M ou N, ou entre o 8 e o 0;
  • Não conseguir enxergar claramente linhas retas.

 

Ao apresentar esses sintomas o indivíduo deve procurar um oftalmologista e fazer os testes necessários, diagnosticando se possui ou não o astigmatismo para iniciar o tratamento mais adequado à sua situação.

O astigmatismo também pode surgir junto com outros problemas de visão, como hipermetropia e miopia, apresentando sintomas como vista cansada ou dores de cabeça. Quando a situação chega aos mais altos graus de astigmatismo, o paciente não consegue mais enxergar, seja de perto ou de longe.

Dependendo do grau do astigmatismo, é possível fazer a correção, mesmo que haja a combinação de astigmatismo com miopia, por exemplo, mas, segundo os médicos, cada caso mostra-se diferente, precisando se observar as condições do olho do paciente.

 

 

O astigmatismo de alto grau possui algumas restrições.  A dificuldade chega a tal ponto que nem os óculos podem corrigir. Em alguns casos, somente é possível criar uma correção através do uso de lentes de contato rígida, lentes esclerais ou gelatinosa tórica.

O astigmatismo é uma doença hereditária e, juntamente com ele, o paciente pode ter outros problemas de visão, como a miopia e a hipermetropia e, portanto, em qualquer problema que possa sentir, a pessoa precisa procurar o mais rápido possível um oftalmologista, prevenindo-se contra problemas maiores no futuro.

Como a causa é hereditária e ainda desconhecida pela medicina, acontecendo o problema em virtude da má formação da córnea, o diagnóstico em menor idade, quando ainda criança, pode melhorar a visão, fazendo com que a pessoa tenha uma vida normal.

O avanço da idade, e alguns outros problemas que possam surgir durante as fases da adolescência e vida adulta podem piorar a situação da córnea. Mesmo o simples fato de coçar os olhos constantemente pode provocar o astigmatismo, ou ele pode surgir depois de uma cirurgia de catarata.

A melhor prevenção para o astigmatismo é sempre o oftalmologista.

 

Astigmatismo alto tem cura?

Através de técnicas modernas, profissionais qualificados e aparelhos avançados é possível realizar a cirurgia refrativa para grau alto. É possível remover um grau alto de miopia, astigmatismo ou hipermetropia utilizando por exemplo o Excimer Laser que trás altos níveis de precisão e segurança. Outro aliado da para o astigmata é a cirurgia de implantes de Lentes Fácicas de  Artisan. O mais importante é procurar um profissional oftalmologista para fazer as avaliações e indicar o melhor tratamento para o seu caso.

 

CTA


Vídeos ver todos