Instituto de Oftalmologia de Assis | 16 de maio de 2016

Astigmatismo Alto

O astigmatismo é uma doença bastante comum caracterizada pela curvatura irregular da córnea. Ela faz com que o paciente enxergue as imagens embaçadas, o que geralmente causa dores de cabeça e os famosos olhos cansados que deixam os pacientes com vontade de fechá-los inúmeras vezes durante o dia.

Quais os sintomas do Astigmatismo Alto?

Dentre os sintomas do Astigmatismo, os mais comuns são:

  • Focalizar as bordas das imagens desfocadas;
  • Dificuldade em visualizar linhas retas;
  • Confundir letras e números parecidos;

O Especialista em Astigmatismo após verificar esses sintomas realiza um exame oftalmológico completo para afirmar com certeza qual é o caso e se o mesmo está acontecendo em conjunto com outros erros de refração, como miopia e hipermetropia. O IOA – Instituto de Oftalmologia de Assis, dispõem de uma estrutura avançada para diagnóstico e tratamento do astigmatismo.

Na maioria dos casos os pacientes nascem com esse distúrbio visual devido a deformação da córnea. Em pessoas sem a doença a córnea tem o formato curvo, como uma bola de futebol, nas pessoas acometidas pelo astigmatismo esse formato não é simétrico fazendo com que a luz seja focada em vários pontos da retina o que causa as imagens embaçadas. Em geral o astigmatismo é uma doença de fácil tratamento, que pode ser curada através da cirurgia refrativa. Esta cirurgia pode ser realizada após o paciente completar 21 anos que é normalmente quando a doença já está estabilizada. Na maioria dos casos após a cirurgia o uso de lentes corretivas ou óculos não se faz mais necessário.

Astigmatismo Alto

Existem casos mais complicados que são denominados astigmatismo de alto grau. Nesses casos onde o astigmatismo atinge cinco ou seis graus mesmo a cirurgia de correção se torna quase inviável, dependendo do caso somente lentes de contato rígidas ou gelatinosas tóricas. O IOA inova em oferecer a cirurgia refrativa de alto grau que permite que, mesmo em pacientes com astigmatismo alto o grau seja removido, restaurando a saúde da visão.

O acompanhamento dos casos de Astigmatismo de Alto Grau deve ocorrer com uma periodicidade maior que nos casos de grau baixo, esse acompanhamento é de suma importância, para que o avanço do astigmatismo não mascare a presença de doenças iniciais. Somente um profissional capacitado está apto a realizar esse acompanhamento.

Ficou com alguma dúvida sobre astigmatismo alto?

Você também pode gostar
Saiba como identificar problemas de visão e corrigi-los na infância
+
Saiba como identificar problemas de visão e corrigi-los na infância

Problemas de visão costumam ser diagnosticados na idade escolar, quando a criança tem dificuldades para fazer atividades ou acompanhar as aulas. No entanto, é ...

30 de abril de 2019
Projeto Visão do Futuro 2019
+
Projeto Visão do Futuro 2019

  Dr. Eduardo Andreghetti do Instituto de Oftalmologia de Assis (IOA), no Núcleo de Educação Continuada – NEC, nas dependências da SME realizou ...

12 de agosto de 2019
ALERTA – Casos de Cegueira Evitável
+
ALERTA – Casos de Cegueira Evitável

    No Brasil, 6,2% da população vivem com alguma deficiência, sendo que 3,6% destas são visuais, de acordo com último levantamento do IBGE. O ...

21 de agosto de 2019