Instituto de Oftalmologia de Assis | 9 de dezembro de 2019

O que não pode faltar no nécessaire para as viagens

 

Planejar uma viagem de férias, ou um final de semana, para relaxar é sempre uma boa opção. Na arrumação das malas é importante não se esquecer de separar aqueles produtos mais práticos e responsáveis pelos pequenos detalhes de qualquer produção. É a hora de preparar o nécessaire para aproveitar os momentos, sem preocupação. Muitas vezes ficamos em dúvida do que levar. São tantos produtos e situações diferentes que fica difícil escolher qual deles vai ficar de fora da bolsa! Para quem precisa de correção visual, o espaço na mala se torna ainda mais valioso. Afinal, é preciso dividi-lo com a maquiagem, o protetor solar e o estojo dos óculos (muitas vezes de grau e de sol). Por isso, uma ótima solução são as lentes de contato, que oferecem praticidade, são portáteis, liberam espaço no nécessaire e não atrapalham o look de veraneio e festas. Para te ajudar, a oftalmologista Dra. Liane Touma, gerente médica da Johnson & Johnson Vision Care, separou algumas dicas sobre o uso das lentes. Confira abaixo!

 

Lentes de contato e o uso de maquiagem

Para complementar o visual para as baladas, as lentes de contato são uma interessante opção de correção visual. O importante é saber como usar:
I. Deve-se, primeiro, colocar as lentes de contato, antes de usar qualquer tipo de maquiagem ou creme nas mãos e no rosto. Só depois de posicionadas, estando bem confortáveis, é que se deve fazer a maquiagem.
II. No final do dia, ao remover a maquiagem, deve-se, primeiro, tirar as lentes de contato. Só depois é que a maquiagem deve ser removida.
III. Dê preferência à maquiagem que não seja à prova d’água, pois é muito resistente e pode aderir às lentes de contato danificando-as, além de ser muito difíceis de remover, sempre deixando resíduos nos olhos.

 

Os óculos de sol, mesmo tendo grau, não são suficientes para proteger os olhos contra os raios UV

A exposição frequente à radiação UV, ao longo dos anos, pode causar sérios danos como catarata, câncer de pele e outras doenças. Para prevenir os problemas provenientes do Sol, é recomendado o uso de chapéu de abas largas e óculos escuros com filtro UV. Para quem passa muito tempo em exposição, estes acessórios não oferecem proteção completa, pois permitem a penetração, pelas laterais dos óculos, dos raios solares. Quem tem necessidade de correção óptica pode contar com as lentes de contatos com proteção UV classe I* ou classe II**, que bloqueiam praticamente todos os raios UV que atingem a área central dos olhos, protegendo estruturas externas e internas do olho.
*Proteção UV classe I Bloqueia pelo menos 90% dos raios UVA e 99% dos raios UVB.
**Proteção UV classe II Bloqueia pelo menos 50% dos raios UVA e 95% dos raios UVB.

 

As lentes não podem ser usadas por tempo indeterminado

Se você for viajar por um longo período, é bom ficar atento ao seu tipo de lente de contato, modelo, marca e recomendações do oftalmologista para a frequência da troca. Como regra geral, o prazo para substituição indicado pelo fabricante representa o tempo em dias corridos desde quando o usuário abriu o blister estéril da lente até o dia em que  ele deve descartá-la, e não o período de uso. Por isso, se você abriu sua lente e só usou um dia, atenção! Afinal os outros dias em que ela ficou na caixinha também são contabilizados, ok? Nestes casos, para evitar esta preocupação, às vezes, vale mais a pena usar uma lente de descarte diário, que deve ser desprezada ao final do dia, após o uso.

 

Lentes de contato não são muito difíceis de limpar

Mesmo durante as férias, alguns cuidados com a saúde são necessários. Com as lentes de contato não teria porque ser diferente. Elas exigem responsabilidade no seu processo de manuseio e manutenção. Deve-se, antes de tudo, lavar bem as mãos, com água corrente e sabão, enxaguá-las e secá-las bem. Não se deve manipular as lentes com as mãos úmidas por água ou outros produtos que não sejam a solução multipropósito, indicada pelo oftalmologista. A água contém bactérias e outros microrganismos que, após o contato com a lente, podem se proliferar e causar desde leves irritações a graves infecções no olho. Agora, se você quer ficar mais tranquilo neste período de descanso, as lentes de descarte diário representam uma ótima opção, pois poupam o trabalho de ter que higienizar o produto antes de guardá-lo e de usá-lo no dia seguinte. Basta lavar e secar bem as mãos, tirar a lente de contato do blister, usar durante o dia e, ao final dele, jogá-la no lixo. No dia seguinte, é só repetir o procedimento.

 

Vai praticar esporte? Pense em lente de contato!

São ótimas opções para as pessoas que praticam esportes profissionalmente ou não. As lentes trazem liberdade de movimento, permitem que se tenha um campo de visão periférica aumentado, em relação aos óculos, não embaçam e são mais seguras, pois não há risco de quebra durante choques, que são naturais em esportes de contato. Nas modalidades aquáticas, deve-se ter muito cuidado no uso das lentes de contato, pois os riscos de contaminação, infecção e complicações são maiores. Geralmente, nestes casos, as lentes de descarte diário, mais uma vez, são as recomendadas pelos oftalmologistas por serem desprezadas após o uso, diminuindo as chances de contaminação. Mas antes de praticar qualquer esporte aquático, consulte seu oftalmologista para que ele recomende a melhor forma de correção visual.

 

FONTE: Revista Veja Bem . 2014

Você também pode gostar
FILHOS – Quando fazer o primeiro exame?
+
FILHOS – Quando fazer o primeiro exame?

O primeiro exame a ser realizado é o “teste do olhinho”, logo após o nascimento do bebê, onde podemos detectar quaisquer possíveis anormalidades na ...

6 de março de 2020
Hemorragia subconjuntival, conhecida como “derrame nos olhos”, um problema que assusta!
+
Hemorragia subconjuntival, conhecida como “derrame nos olhos”, um problema que assusta!

Imagine a cena: você acorda, se dirige ao banheiro e ao olhar no espelho se depara com uma grande mancha vermelha na parte branca do olho. Possivelmente causaria ...

19 de janeiro de 2020
Hábito de fumar e as doenças oculares
+
Hábito de fumar e as doenças oculares

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o tabagismo é a principal causa de morte evitável em todo o mundo, responsável por 63% dos óbitos relacionados às ...

19 de janeiro de 2020