Instituto de Oftalmologia de Assis | 15 de abril de 2019

Quanto tempo dura a receita de um oftalmologista?

Você sabe se receita de óculos de grau tem validade? Quanto tempo, então, ela dura? Ter essas respostas é essencial para quem usa o dispositivo para corrigir a visão — nos casos de miopia, hipermetropia, astigmatismo ou presbiopia, a vista cansada.

Uma coisa é certa: é preciso trocar as lentes de tempos em tempos. A periodicidade vai depender de muitos fatores, os quais devem ser avaliados pelo oftalmologista, a partir dos resultados de exames clínicos.

Neste post, vamos explicar o período de duração de uma receita de óculos, em quais casos o médico deve ser consultado com maior frequência e os principais sinais de que as lentes precisam ser substituídas. Continue a leitura para ficar a par do assunto!

Qual a validade da receita de óculos de grau?

De fato, a receita de óculos de grau tem validade. Ela dura, em média, de seis meses a um ano, a contar do dia da consulta com o oftalmologista. Depois disso, é fundamental retornar ao médico para refazer os exames, que vão indicar se a troca das lentes é necessária.

Nessa situação, você receberá uma nova prescrição, com todas as informações sobre os graus para a devida correção visual. Além disso, o especialista poderá tirar todas as dúvidas a respeito da saúde dos seus olhos.

Nem sempre nós notamos que precisamos de outras lentes. Algumas pessoas só se dão conta de tal necessidade quando experimentam os óculos novos. Por isso, a ida regular ao médico é fundamental.

Qual a importância de consultar o oftalmologista?

Agora, que você já sabe que a receita de óculos de grau tem validade, devemos deixar claro que a consulta com o oftalmologista precisa ser feita pelo menos uma vez ao ano, por todas as pessoas ou a qualquer sinal de que há algo errado com a visão, combinado?

Para quem usa óculos, então, a presença no consultório é de suma importância. O profissional vai avaliar se o seu quadro permanece estável ou se houve alguma progressão. Muitas vezes, é comum que haja alguma alteração no grau, por isso você não deve se assustar.

Mas não é apenas a progressão do grau que deve ser considerada na hora de trocar os óculos. A dificuldade para enxergar, mesmo quando você está com os óculos, bem como o desconforto visual são fatores que podem levar à substituição das lentes.

É durante a consulta que você também poderá pedir dicas do melhor tipo de lente para o seu caso, de acordo com a necessidade, e verificar se ela se encaixa perfeitamente à armação para óculos de que tanto gosta.

Nos adultos, o uso de lentes inapropriadas não vai influenciar no aumento ou na diminuição do grau. Contudo, em crianças em fase de desenvolvimento visual, óculos inadequados podem afetar permanentemente a vista.

Em quais casos a ida ao médico deve ser mais frequente?

Determinadas situações exigem a presença no consultório oftalmológico com maior regularidade. O hábito permite o diagnóstico precoce de doenças e inibe o agravamento delas, de maneira a aumentar o sucesso do tratamento. Saiba, a seguir, quais casos merecem atenção maior!

Crianças em desenvolvimento visual

Até os dois anos, os bebês e as crianças precisam ser levados ao especialista a cada seis meses. Depois disso, a ida ao médico deve ser anual, até por volta dos 10 anos. É nessa fase que o desenvolvimento da visão chega ao fim.

Mulheres grávidas

As mulheres grávidas devem fazer o pré-natal adequadamente, pois nesse período já é possível descobrir doenças nas mães que podem provocar cegueira nos filhos. Além disso, o médico poderá identificar mal formações que atingem a visão do bebê, se não forem diagnosticadas a tempo.

Pessoas que chegaram aos 40

A partir dos 40 anos, a ida ao consultório deve ocorrer com maior periodicidade, de acordo com recomendação médica. Nessa faixa, os exames precisam ser realizados no intervalo mínimo de um ano. Assim, doenças como a catarata, caso apareçam, serão tratadas precocemente, e as chances de cura serão grandes.

Pacientes com doenças oculares ou outros problemas

Quem tem alguma doença ocular ou determinados problemas de saúde precisa redobrar os cuidados. Logo, a qualquer indício de que houve alteração ou piora no quadro da visão, o especialista deve ser prontamente procurado.

As situações que requerem maior acompanhamento médico incluem, por exemplo, pessoas com diabetes, glaucoma (ou seja, o enrijecimento do globo ocular), ceratocone (em que há alteração na córnea) e miopia com grau maior que 6.

Quais os sinais de que os óculos precisam ser trocados?

Que a receita de óculos de grau tem prazo, é fato. Agora, você sabe dizer quais são os indicativos de que pode estar na hora de trocar o acessório? Um dos sinais é quando sentimos dores de cabeça e nos olhos, além de cansaço, sem que haja motivo aparente. Isso acontece por conta do esforço visual que fazemos para enxergar melhor.

Tais sintomas costumam aparecer quando realizamos atividades mais prolongadas, que exigem concentração, como a leitura. Lentes riscadas e com manchas também podem ser indícios de que a prescrição médica perdeu a validade. Já parou para pensar nisso?

Em situações de emergência, muitas pessoas recorrem aos óculos comercializados em farmácias, uma prática que não é recomendada pelos especialistas. É que, em geral, esses acessórios não têm os graus adequados nem a qualidade óptica das lentes confeccionadas em laboratórios.

Agora, sim, você sabe qual é a validade de uma receita de óculos de grau, a importância de ir ao oftalmologista, a frequência adequada para procurá-lo e quais são os sinais de que as lentes precisam ser substituídas. Portanto, não deixe de agendar a consulta oftalmológica na época certa ou quando sentir que há algo errado com os seus olhos, ok?

– –
Fonte: blog Eotica

Você também pode gostar
+

  Dra. Juliana Antunes CRM-SP 105658 / RQE 45616, esteve entre os dias 10 a 13 de abril de 2019 na 44ª edição do Congress of the Brazilian Retina and ...

10 de abril de 2019
ALERTA – Casos de Cegueira Evitável
+
ALERTA – Casos de Cegueira Evitável

    No Brasil, 6,2% da população vivem com alguma deficiência, sendo que 3,6% destas são visuais, de acordo com último levantamento do IBGE. O ...

21 de agosto de 2019
63º Congresso Brasileiro de Oftalmologia – CBO
+
63º Congresso Brasileiro de Oftalmologia – CBO

Nosso especialista em córnea, Dr. Victor A. C. Antunes, participou do 63º Congresso Brasileiro de Oftalmologia – CBO, que aconteceu no Rio de Janeiro/RJ nos ...

6 de setembro de 2019