Instituto de Oftalmologia de Assis | 9 de janeiro de 2024

Enxaqueca Ocular X Enxaqueca com Aura

A enxaqueca ocular, tal como o nome indica, é uma dor de cabeça associada a sintomas nos olhos, como perda de visão temporária de um dos lados.

A enxaqueca ocular – que também pode ter outras denominações, como enxaqueca oftálmica – é um tipo raro de enxaqueca que provoca sintomas a nível visual, como perda de visão num dos olhos. A maioria dos episódios é breve, com duração inferior a uma hora.

Embora a perda de visão possa ser motivo de angústia, felizmente, na enxaqueca ocular estes episódios costumam ser inofensivos e passageiros.

 

Enxaqueca com aura é um problema diferente

Não confunda enxaqueca ocular com enxaqueca com aura. A enxaqueca com aura também pode provocar sintomas a nível ocular, como luzes cintilantes e pontos cegos. Na enxaqueca com aura, as alterações visuais costumam estar presentes mesmo quando a pessoa tem os olhos fechados (são sintomas provocados pelo cérebro e não com origem nos olhos ou na visão).

Contudo, nestes casos, os sintomas costumam afetar ambos os olhos em vez de apenas um, como acontece na enxaqueca ocular.

 

Quais são os sintomas da enxaqueca ocular?

Alguns sinais e sintomas que podem estar associados a enxaqueca ocular são:

  • Problemas de visão que afetam apenas um dos olhos, incluindo enxaqueca com aura ou alterações da visão, que podem durar apenas alguns minutos ou até meia hora. A visão normal tende a ser retomada gradualmente. Os flashes de luz ou luzes a cintilar ou perda de visão podem ocorrer em apenas um dos olhos, mas envolver ambos. Para testar e tirar as dúvidas, tape cada um dos olhos alternadamente.
  • Dor de cabeça, que dura 4-72 horas e que tende a afetar apenas um dos lados da cabeça, de intensidade moderada a forte, agrava-se com o movimento e é tipo pulsátil. Pode ocorrer antes, durante ou após os problemas de visão.
  • Náuseas
  • Vómitos
  • Sensibilidade à luz e ao som

 

Sabia que…

Nos diferentes episódios de enxaqueca ocular, é quase sempre o mesmo olho a ser afetado.

 

Em que consiste o diagnóstico

Habitualmente, os episódios de enxaqueca ocular são breves e, por isso, o diagnóstico é feito com base nos sintomas que a pessoa relata ao seu médico assistente, que poderá depois indicar consulta com um médico especialista na visão (oftalmologista) para excluir outras doenças oftalmológicas ou neurológicas, como o AVC (acidente vascular cerebral). O seu médico assistente ou um oftalmologista durante um episódio de enxaqueca ocular conseguirá observar a redução do fluxo sanguíneo para o olho utilizando um instrumento chamado oftalmoscópio e, deste modo, fazer o diagnóstico da enxaqueca ocular.

 

Possíveis causas

A enxaqueca ocular é causada pela vasoconstrição (aperto) dos vasos sanguíneos do olho, o que significa que este recebe menos sangue e menor oxigenação. Alguns fatores que podem provocar a vasoconstrição são:

  • Stress
  • Tabagismo
  • Contraceptivos hormonais orais
  • Desidratação
  • Níveis baixos de açúcar no sangue
  • Pressão arterial elevada
  • Exercício físico exagerado
  • Altitudes elevadas
  • Desidratação
  • Calor excessivo

 

Quando os vasos sanguíneos voltam à sua forma habitual e a circulação sanguínea normaliza, a visão volta à normalidade.

Além disso, à semelhança do que acontece com outros tipos de enxaquecas, também as luzes muito fortes (como as fluorescentes) e o uso de ecrãs de aparelhos eletrónicos durante períodos prolongados podem desencadear enxaquecas oculares.

Existem alguns grupos de risco em quem a enxaqueca ocular é mais comum:

  • Mulheres
  • Pessoas com menos de 40 anos
  • Pessoas com doenças subjacentes, como lúpus, epilepsia ou anemia falciforme
  • Pessoas com histórico pessoal ou familiar de enxaquecas ou outros tipos de dor de cabeça

 

Fale com o seu médico assistente

Se tem perda de visão, mas particularmente se for apenas em um dos olhos, pode ser causada por outro problema de saúde mais grave que não a enxaqueca. Neste caso, deve procurar aconselhamento médico rapidamente. O mesmo deve acontecer quando a sua visão se deteriora de forma súbita, sobretudo se é a primeira vez que ocorre.

 

Como tratar a enxaqueca ocular

Perante uma enxaqueca ocular, mesmo quando a situação se auto resolve, é importante que consulte o seu médico assistente.

O tratamento da enxaqueca pode incluir medicamentos. No caso de episódios pouco frequentes, pode ser necessário fármacos que tratam os sintomas, como anti-inflamatórios não esteroides para as dores e medicamentos para as náuseas. O médico assistente poderá ainda prescrever outros medicamentos, como betabloqueadores para prevenir a vasoconstrição, e aspirina para a dor e inflamação.

 

O que podemos fazer em casa para aliviar a enxaqueca ocular?

Existem algumas estratégias simples que podem ajudar a aliviar as enxaquecas:

  • Descansar os olhos, permanecendo em locais com pouca luz
  • Fazer uma pausa no uso de telas, como computador e celular
  • Evitar os fatores desencadeadores de uma enxaqueca, como o stress e desidratação

 

Embora os sintomas da enxaqueca ocular possam ser bastante incomodativos, habitualmente são de curta duração (menos de 60 minutos) e reversíveis na maioria das situações sem necessidade de recurso a medicamentos. O aconselhável é que faça uma pausa naquilo que estava a fazer e descanse os olhos até que a visão retorne à normalidade.

 

Possíveis complicações

Embora o risco seja baixo, é possível que uma redução do fluxo sanguíneo possa causar danos na retina (a camada fina na parte de trás do olho) e nos vasos sanguíneos do olho, mas a perda permanente de visão é rara. Consulte o médico oftalmologista para vigilância da saúde ocular.

 

Estratégias de prevenção

Evitar os fatores que desencadeiam as enxaquecas é o primeiro passo para a sua prevenção. Entre estes incluem-se habitualmente:

  • Stress
  • Exercício físico
  • Pressão arterial elevada
  • Tabagismo
  • Contraceptivos hormonais orais
  • Desidratação
  • Baixos níveis de açúcar no sangue
  • Calor excessivo
  • Altitudes elevadas

 

Alguns alimentos ou substâncias, como a cafeína, o álcool e os adoçantes artificiais, podem provocar outros tipos de enxaquecas, mas a probabilidade de desencadearem as enxaquecas oculares parece ser mais baixa.

Em situações em que as enxaquecas ocorrem quatro dias ou mais por mês, o médico poderá prescrever medicação preventiva, que reduz a gravidade ou a frequência das enxaquecas.

Você também pode gostar
Lúpus e os riscos para sua visão
+
Lúpus e os riscos para sua visão

Vermelhidão, dores, fotofobia, visão embaçada, mudanças na identificação das cores e alterações do campo visual são apenas alguns dos sintomas oculares que ...

7 de fevereiro de 2024
Entrevista Dr. Victor Antunes
+
Entrevista Dr. Victor Antunes

Dr. Victor Antunes, do IOA Instituto de Oftalmologia de Assis, participou no mês de dezembro de 2016 de uma entrevista a TV Com Canal 22. Na ocasião, falou sobre ...

7 de dezembro de 2016