Instituto de Oftalmologia de Assis | 22 de março de 2023

Problemas Visuais na Menopausa

Problemas de vista são comuns em qualquer momento da vida.

Todavia, é comum ouvir que mulheres são o sexo frágil e que no período da menopausa essa fragilidade aumenta devido ao declínio natural de hormônios reprodutivos, especialmente estrogênio e progesterona.

O que muitos não sabem é que isso não está ligado à fragilidade, mas sim a transição corporal que as mulheres vivem, afetando diretamente na performance física e psicológica delas.

Muitas mulheres, na fase da menopausa, depararam-se com um desempenho ocupacional e de saúde prejudicados, através do surgimento de doenças cardiovasculares e osteoporose, juntamente com possíveis depressões e com uma piora na qualidade vida.

A síndrome do olho seco é um destes problemas de vista que sempre são associados à menopausa.

Também conhecida como ceratoconjuntivite seca, que nada mais é do que um grupo de doenças da superfície ocular e das lágrimas que produz aberrações no filme lacrimal, resultando em desconforto e distúrbios visuais.

Ela é caracterizada por sintomas clínicos como “queimação ocular, sensação de corpo estranho, dor, fotofobia e visão turva”, além de sinais como olhos vermelhos, lacrimejamento e mesmo lesão corneana.

Para minimizar os efeitos da tão “assombrosa” menopausa, muitas mulheres buscam a famosa terapia de reposição hormonal, que, no caso, serve para a administração regular de hormônios, afim de minimizar os efeitos físicos e psicológicos da menopausa.

Esse tratamento ganhou popularidade como um método para auxiliar as queixas relacionadas com essa fase da vida da mulher, com evidências de benefícios cardiovasculares, sobre a densidade óssea, no metabolismo lipídico, como outros.

No entanto, outros efeitos ainda estão sendo estudados, como o aumento da incidência de câncer e mesmo da síndrome de olho seco, que ainda apresenta resultados contraditórios, tanto por ser fator de proteção quanto de risco.

 

Como lidar com os problemas de vista e efeitos colaterais?

Para os olhos, os tratamentos comuns do olho seco incluem o uso frequente de lubrificantes oculares, de preferência sem conservantes.

Casos mais avançados podem requerer o uso de medicações imunomoduladoras ou melhorar a retenção de lágrima pela oclusão do sistema de drenagem.

No entanto, sabemos que tais medidas, apesar de promoverem um alivio do desconforto, não são capazes de atuar em sua causa.

Por isso, todo o tratamento deve ser individualizado e acompanhado de perto pelo seu oftalmologista.

Entrou na menopausa, procure auxílio de um oftalmologista para diagnosticar e tratar seus problemas de vista.

Você também pode gostar
XVII Congresso da Sociedade Caipira de Oftalmologia em Ribeirão Preto
+
XVII Congresso da Sociedade Caipira de Oftalmologia em Ribeirão Preto

Dr. Victor Antunes, do Instituto de Oftalmologia de Assis – IOA, participa nos dias 29 e 30 de junho do XVII Congresso da Sociedade Caipira de Oftalmologia em ...

29 de junho de 2017
Cirurgia de Catarata Melhora a Qualidade de Vida
+
Cirurgia de Catarata Melhora a Qualidade de Vida

O potencial e a velocidade de melhora visual que a cirurgia de catarata tem de proporcionar são bem conhecidas nos dias atuais.  Quem já foi submetido à ...

22 de novembro de 2022
Checklist para manter uma visão saudável!
+
Checklist para manter uma visão saudável!

Nossa visão é um dos sentidos mais preciosos, e cuidar dela é essencial para garantir uma vida com qualidade. Aqui está um check list com dicas para manter seus ...

18 de julho de 2023