Instituto de Oftalmologia de Assis | 23 de agosto de 2022

Principais Doenças da Retina

A maioria absoluta dessas doenças tem prevenção, e as pessoas poderiam evitar a perda visual se fossem ao oftalmologista em consultas de rotina, ou seja, antes de ter sintomas. 

Através dos exames de rotina, é possível identificar sinais delas e evitar a perda visual. Por isso, enfatizamos a importância da prevenção. Se não deu para fazer o diagnóstico a tempo e alguma doença tenha acometido sua visão, leia esse texto também, pois existe tratamento para melhorar o que foi perdido. 

 

 

Os nossos olhos captam a imagem e a retina – fina camada de tecido localizada na parte de trás do olho – a registra, decodifica e envia ao cérebro o estimulo para que a imagem seja reconhecida e interpretada. Pronto! Você enxerga. É fantástico como tudo acontece e poder participar desse processo de melhora visual das pessoas é muito gratificante.

Devido a importância da retina, qualquer doença que a atinja pode prejudicar muito a visão, levando até mesmo a cegueira.

 

 

As doenças mais comuns que afetam a retina são:

Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI)

É uma doença do fundo do olho, que ocorre em pessoas acima dos 60 anos, provocado pela baixa acuidade visual dessa faixa etária.

Retinopatia diabética

A retinopatia diabética é uma lesão da retina que tem como causa o diabetes, seja tipo 1, 2 ou gestacional. É a principal causa de baixa visual em pessoas entre 20 e 65 anos de idade.

Retinopatia hipertensiva

É a lesão nos vasos da retina causada por hipertensão arterial. Pode levar a obstruções do fluxo vascular se não controlada.

Retinopatia miópica

Pode surgir em pacientes com alto grau de miopia e miopia patológica, e é relacionada ao crescimento do globo ocular que ocorre no alto míope.

Descolamento de retina

É uma alteração que se caracteriza pelo desprendimento dessa estrutura da superfície interna do globo ocular. A separação interrompe o fornecimento de nutrientes e promove a degeneração celular quando não tratada.

Obstrução de veia da retina

É a interrupção do aporte sanguíneo para o fundo de olho, levando a um infarto ocular. Muito relacionada a doenças sistêmicas, como diabetes e hipertensão arterial. 

Infecções como toxoplasmose, tuberculose, herpes e rubéola

Tumores intraoculares como retinoblastoma 
 e melanoma de coroide.

A principal forma de rastreio é a consulta de rotina. Por isso, é recomendado que todas as pessoas sejam visitem o oftalmologista pelo menos uma vez ao ano, principalmente se existem casos de alguma doença na família. Você lembra quando foi a sua última consulta?

 

 

Você também pode gostar
Visão Rosa: Enxergando a Importância da Prevenção ao Câncer de Mama
+
Visão Rosa: Enxergando a Importância da Prevenção ao Câncer de Mama

Outubro é um mês especial que vai além das cores vibrantes da primavera. É o mês do Outubro Rosa, uma campanha global dedicada à conscientização e ...

5 de outubro de 2023
63º Congresso Brasileiro de Oftalmologia – CBO
+
63º Congresso Brasileiro de Oftalmologia – CBO

Nosso especialista em córnea, Dr. Victor A. C. Antunes, participou do 63º Congresso Brasileiro de Oftalmologia – CBO, que aconteceu no Rio de Janeiro/RJ nos ...

6 de setembro de 2019
Big bubble VS Ceratocone
+
Big bubble VS Ceratocone

A região dos olhos é uma das mais delicadas do corpo humano e por isso requer cuidados que podem garantir a sua saúde. No entanto é bem possível que a região ...

25 de abril de 2016